Proposta de contribuir com o desenvolvimento social por meio da cultura



Desde sua fundação, o Centro Universitário Santo Agostinho tem desenvolvido várias ações de incentivo a cultura, com o propósito de dinamizar a sua relação com a comunidade acadêmica e com seus diversos públicos, contribuindo diretamente para o desenvolvimento sociocultural da cidade de Teresina e do Estado do Piauí.

As ações de incentivo e promoção da cultura estão em perfeita coerência com os princípios adotados pelo Plano de Desenvolvimento da Instituição (PDI) e com os seus valores, em especial, o compromisso com a democratização da educação no que concerne a igualdade de oportunidades de acesso e com a socialização de benefícios e com a liberdade de expressão.

De acordo com Reis (2003, p.139), política cultural “é um conjunto de valores, princípios, instrumentos e atitudes que guiam a ação do governo na condução das questões culturais”, tendo como objetivo promover a inter-relação entre os setores público e privado na promoção e na preservação da produção cultural. Ciente de que os investimentos em atividades culturais podem promover a inclusão social, a Faculdade Santo Agostinho contribui, de forma organizada e sistemática, para a dinâmica dos processos culturais, cujos beneficiários diretos são à sociedade, a comunidade acadêmica e diversos públicos afins. Tais contribuições da FSA são feitas por meio de patrocínios, apoios e destinação de verbas por meio de projetos institucionalizados, como é o caso da Lei A.Tito Filho, projeto do qual se tornou parceira em 2006, conforme detalharemos no item 2.

Por meio de sua política cultural, o Centro Universitário Santo Agostinho tem incentivado e promovido dezenas de atividades culturais, artísticas, sociais e recreativas, como: cinema,

CDs de música, espetáculos teatrais, shows públicos, livros técnicos e literários (ficção e não-ficção), bem como registro em DVD de manifestações culturais.

Considera-se que ações de incentivo e promoção à cultura muito importante, pois constituem numa etapa indiscutível para a democracia cultural, que significa possibilitar aos cidadãos participar da vida cultural local, apropriando-se de instrumentos e meios necessários para desenvolver suas próprias práticas nessa área. A participação da sociedade na criação e nos processos culturais assim como o acesso aos seus bens são enfoques que se complementam conforme as diversas dinâmicas socioculturais.

UNIFSA, parceira do Projeto de Incentivo à Cultura A.Tito Filho

O Projeto Cultural Lei A. Tito Filho (Lei nº 2.194) foi criado em 24 de março de 1993 e consiste na concessão de incentivo fiscal para pessoas físicas e jurídicas domiciliadas no município de Teresina para realização de projetos culturais.

O incentivo fiscal às empresas dá-se com o ressarcimento total, pela Prefeitura de Teresina, através de desconto de ISS e IPTU (ou seja, 100% do valor investido no limite de 20% do imposto devido). O empreendedor deposita o valor cedido na conta do Fundo Municipal de Cultura; comunica o depósito à Comissão de Gerenciamento e Fiscalização da Lei (Rua Eliseu Martins, 1373 – Praça João Luís Ferreira, fone: 3215-7828) e recebe, com isso, o Certificado de Projeto Cultural (CPC) que deve ser apresentado à Secretaria Municipal de Finanças. O ressarcimento é automático e tem prazo de validade de 01 ano, a contar da data de emissão do CPC.

O artista entrega seu projeto à Secretaria da Lei que o repassa ao Conselho Municipal de Cultura, para apreciação e posterior aprovação nas seguintes áreas: música; dança; teatro; cinema, vídeo e fotografia; literatura; editoração e artes gráficas; folclore e artesanato; pesquisa nas áreas especificadas; artes plásticas; acervo e patrimônio histórico, cultural e natural de museus e meio ambiente.

 

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Quer falar com o UNIFSA? Comece aqui