Profa.Rosália Mourão coordena GT em congresso internacional na PUCRS

28 ago


O 11º Congresso Internacional de Ciências Criminais, promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Criminais (PPGCCrim) da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), irá debater, este ano, de forma virtual, o tema “Jurisdição Constitucional e Reformas Penais em tempos de Pandemia”.
O evento, consolidado como referência nacional e internacional, notadamente pela sua proposta transdisciplinar de examinar o complexo diálogo entre a jurisdição constitucional, a legislação penal democrática e os desafios específicos enfrentados em tempos de pandemia, terá a contribuição da profa. Ma. Rosália Mourão, docente do curso de Direito do UNIFSA.


Rosália Mourão coordena o GT intitulado “Interfaces entre Direito e Arte”, em parceria com Márcia Letícia Gomes. GT pretende acolher trabalhos que abordem temas jurídicos de uma forma diferenciada, observando a questão da possibilidade de diálogos entre diversas áreas e de que forma isso pode contribuir para o conhecimento do fenômeno jurídico.

O GT – Interface entre Direito e Arte acolherá trabalhos que abordem os temas jurídicos de uma forma diferenciada, observando a questão da possibilidade de diálogos entre diversas áreas e em que isso pode contribuir para o conhecimento do fenômeno jurídico.. As artes instigam e desenvolvem a capacidade crítica dos pesquisadores, despertam a sensibilidade do apreciador, permitem vivenciar situações nas obras literárias e narrativas fílmicas e desenvolver a empatia com o próximo, possibilitam visões de mundo diferentes das que já são conhecidas, oportunizam a adição de elementos outros às argumentações jurídicas, possibilitam ao estudioso observar os mais variados métodos de interpretação mediante a prática do exercício hermenêutico jus-literário.

Nesse panorama, no GT serão aceitas propostas de trabalhos que abordem a interface entre as Artes e o Direito em que através da análise dos textos literários (direito na literatura, direito como literatura, direito da literatura), filmes, artes plásticas, música abram-se caminhos para discutir temas do âmbito jurídico, tais como pena de morte, leis justas e injustas, o impacto que as leis têm na vida dos cidadãos, a diferença de justiça e vingança, dentre outros; o cinema e as diversas possibilidades de análise de filmes que abordam julgamentos, pena de morte, o instituto do júri, os jurados, o papel do juiz, promotor e advogados para o bom andamento do processo e outros; a música e sua relação com o universo jurídico, tais como: a violência doméstica, as relações jurídicas vivenciadas pelos cidadãos no cotidiano. Busca-se, a partir do grupo de trabalho, proporcionar um espaço acolhedor para a reflexão a respeito da relação do Direito com formas de expressão artísticas, como é o caso do Cinema, da Literatura, da música, das artes plásticas e em diálogo, também, com a Filosofia, História, Antropologia e áreas afins.

“Esse é um Gt de Direito e Arte que engloba as discussões relacionadas a Direito e Arte, Direito e Cinema, Cinema e Liberatura, e às artes plásticas em geral. Como é um congresso de ciências criminais, é importante que os trabalhos sejam voltados para a questão do crime, do criminoso e a criminalidade. Mas se atender ao tema do GT, a gente também aceita”, diz a professora Rosália.
Os interessados em participar desse GT e demais atividades desse evento, que é voltado para estudantes (de graduação e pós-graduação) e profissionais do direito e de áreas afins, podem acessar a esse link

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Quer falar com o UNIFSA? Comece aqui