Família e a questão racial no contexto da Pandemia do COVID 19 é tema de web (9/9)

08 set


A Pandemia do novo coronavírus está evidenciando as desigualdades estruturais na sociedade brasileira. O país, que tem mais de 4 milhões de casos registrados e já superou os 127 mil mortos, tem dados diferentes quando se trata dos marcadores como raça, gênero e classe social. Segundo dados aferidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no mês de junho de 2020, os prejuízos financeiros e de saúde causados pela covid-19 pesam muito mais sobre mulheres, negros e pobres.

Além disso, o inquérito epidemiológico do IBGE revelou, também, um abismo racial no alcance da doença. Entre aqueles que disseram ter tido mais de um sintoma de síndrome respiratória, 68,3% são pretos ou pardos, ante apenas 30,3% de brancos. Segundo esse levantamento, negros e pardos morrem 40% a mais do que branco, nesta pandemia.
Para tratar desses temas interseccionais, nesta quarta-feira, 9 de setembro, às 17h, ocorre a web conferência “Família e a questão racial no contexto da Pandemia do COVID 19”, moderada pela Profa. Dra. Marfisa Martins Mota de Moura, Coordenadora da Pós-Graduação Família e Políticas Públicas.

A convidada desta web é a Profa. Dra. Maria Zelma de Araújo Madeira, Assistente social/UFPI; Especialista em Análise Políticas pela Universidade Federal do Ceará – UFC; Mestra em Sociologia pela UFC com área de Pesquisa Relações de Gênero e Sociologia da Família. Maria Zelma é Doutora em Sociologia pela UFC com área de Pesquisa Cultura e Religião, e Professora Adjunta do Curso de Serviço Social da UECE e do Mestrado Acadêmico em Serviço Social, Trabalho e Questão Social da UECE.

Assista a Web 9/09 – Família e a questão racial no contexto da Pandemia Covid 19 (clique aqui) – 17h

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Quer falar com o UNIFSA? Comece aqui