Acesso e permanência de alunos com necessidades especiais

04 dez


O Centro Universitário Santo Agostinho (UNIFSA), a partir do novo paradigma de sociedade inclusiva que resgata os pressupostos da educação como uma nova forma de educar, mantém permanentemente um programa que colabora com a inclusão dos alunos com necessidades educacionais especiais, em todos os níveis de ensino. Tal programa está em consonância com a Constituição Federal (artigo 208, III), e com a Lei de Diretrizes e Bases da Educacional Nacional (Lei 9.394/96), e com o Plano Nacional de Educação (Lei 10.172/01), com o Parecer CNE/CEB nº 2/01, de 11 de setembro de 2001, e com as Diretrizes Nacionais para a Educação Especial e a Lei nº 10.098 de 19/12/2000, que em seus artigos estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas com deficiências ou com mobilidade reduzida e dá outras providências.

O UNIFSA tem, como instituição de ensino superior, adotado em suas práticas acadêmicas ações que viabilizem a inclusão dessas pessoas a uma educação superior de qualidade como um direito à cidadania, respeitando suas necessidades de acessibilidade físicas e cognitivas, não apenas com a eliminação de barreiras arquitetônicas, tecnológicas e de mobiliário, mas, ensejando também, a busca de soluções pedagógicas que permitam diferentes percursos de aprendizagem em currículos adaptativos.

A partir desse norteamento, a instituição tem realizado ações para o atendimento aos educandos com necessidades especiais, conforme disposto no Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI 2011 a 2015, item 4.6, relativo à Política de Inclusão Social.

IMG_9460

Em setembro de 2015, a então Faculdade Santo Agostinho recebeu o Selo Empresa Acessível categoria Ouro. O selo é concedido pela Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e Assistência Social, Conade – Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Instituto Comradio do Brasil, e atesta a qualidade do trabalho realizado pela instituição no que diz respeito à acessibilidade e inclusão. No período de maio a setembro de 2015, empresas de diversos setores, se candidataram para receber o selo. Durante o processo, as empresas passaram por avaliações que incluíram análise documental e verificação de suas instalações, respeitando o marco legal sobre a Lei de Acessibilidade vigente no Brasil. O selo é válido por dois anos, quando será feita nova avaliação.

Políticas de Inclusão Social do Centro Universitário Santo Agostinho

o UNIFSA em consonância com essa nova realidade, e no sentido de assegurar o compromisso com seus princípios, filosóficos e legais afirmados no Plano de Desenvolvimento Institucional, tem realizado ações para o atendimento as pessoas com deficiência, conforme disposto no Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI 2011 a 2015- Item 4.6 – Política de Inclusão Social.

Como forma de atender ao disposto nos documentos Institucionais, citados anteriormente, a instituição desenvolve diversas ações de promoção da acessibilidade nas suas várias dimensões conforme detalhado a seguir:

Acessibilidade arquitetônica – adequação dos espaços físicos, contemplando acessos e circulação de pessoas com necessidades especiais, especialmente cegos e cadeirantes, com: portas no tamanho padrão, rampas de acesso a todos os ambientes, elevadores, banheiros adaptados, instalação de Piso tátil, placas de identificação em braile, rebaixamento de balcões e maior disponibilização de vagas para pessoas com necessidades especiais no estacionamento da instituição.

Acessibilidade Atitudinal – No sentido de promover o respeito aos direitos das pessoas com deficiência, o UNIFSA realiza eventos para fins de sensibilização e conscientização, junto a sua comunidade, no sentido de se perceber o outro sem preconceito, estigma, estereótipos. Um exemplo dessa preocupação foi a realização do espetáculo do grupo Os Inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade, em 2011, trabalhando a temática da inclusão das Pessoas com Deficiência, via a Escola de Gente, coordenada por Claudia Werneck, que esteve presente na apresentação. Ela falou ao público sobre a importância do envolvimento de empresas no projeto de acessibilidade. Outra ação foi a realização, em parceria com o Instituto Comradio, no dia 31 de maio de 2012, do evento O dia de olhar para a cidadania, com o tema “Mobilidade Urbana Inclusiva e Sustentável: uma cidade para todos”, com a participação de lideranças políticas, entidades, associações e alunos do UNIFSA. Ainda em 2012, o projeto “Um Olhar para a Cidadania”, desenvolvido pela Comradio do Brasil e apoiado pela instituição desde 2011, foi certificado como Tecnologia Social do Branco do Brasil, que consiste numa metodologia voltada para soluções de problemas sociais. O projeto, que pretende por meio da comunicação, empoderar as pessoas com deficiência visual, para que eles, sem a necessidade de mediação, pautem, debatam e provoquem reflexão na sociedade sobre os seus deveres e direitos. Em 2014, as aulas do projeto “Um Olhar para a Cidadania”, que profissionaliza cegos a atuarem no rádio, começaram a ser realizadas no próprio UNIFSA.

Acessibilidade Pedagógica – é assegurada por meio de formação continuada dos professores visando qualificá-los para uma atuação docente na perspectiva da inclusão, possibilitando assim, uma atuação de métodos e estratégias pedagógicas especificas no atendimento dos estudantes com necessidades especiais, e com a implantação do atendimento educacional especializado que ocorre em um espaço físico adequado, com mobiliário, materiais didáticos, equipamentos específicos e recursos pedagógicos e de acessibilidade, que venham colaborar com estratégias que eliminem barreiras, possibilitando ao estudante o desenvolvimento de sua aprendizagem e favorecendo sua plena participação nas atividades acadêmicas. Em 2011, de 02 a 04 de agosto, os gestores, coordenadores de curso e professores discutiram a questão em um de seus encontros pedagógicos, que tinha como tema a Gestão Pedagógica na Perspectiva da Inclusão Social, onde a questão das pessoas com necessidades especiais foi debatida.

Acessibilidade nas comunicações – o UNIFSA como forma de eliminar as barreiras de comunicação, desenvolveu ações a citar; capacitação dos colaboradores em curso de libras básico, aquisição de acervo bibliográfico em áudio para os estudantes com deficiência visual e instalação de placas informativas em código braille em todos os ambientes da Instituição. A instituição está adquirindo, em 2015, uma impressora de braille, para favorecer a aprendizagem de alunos cegos, que usem esse sistema de escrita.

Acessibilidade digital – no sentido de possibilitar este tipo de acessibilidade o UNIFSA providenciou: a instalação de software (virtual vision) com sintetizador de voz, disponíveis em computadores da sala de apoio especializado, na biblioteca e nos laboratórios de informática, aquisição de monitor ampliado para os alunos com visão sub normal, instalação de equipamento de gravação que é utilizado para aplicação de provas de aluno com deficiência visual que não tem conhecimento do código Braille e disponibilização de lupa eletrônica.

Materiais Didáticos, Equipamentos e Recursos Pedagógicos e de Acessibilidade

  • – Computador com monitor ampliado
    – Apoio de leitura em madeira
    – Vídeo ampliador portátil
    – Reglete de mesa
    – Punção
    – Lupa manual
    – Calculadora Sonora
    – Suporte para livro (Plano Inclinado)
    – Softwares para comunicação alternativa (Virtual Vision, Dos Vox)
    – Máquina Braille
    – Impressora Braille
    – CD em áudio (Direito)
    – Mobiliário Adaptado
    – Mesa com recorte, ajuste de altura e ângulo do tampo
    – Cadeiras com ajustes para controle do tronco e cabeça do aluno
    – Apoio de pés
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Quer falar com o UNIFSA? Comece aqui